Exame Toxicológico de Larga Janela de Detecção

Exame toxicológico de larga janela de detecção

Esse exame é exigido pelo DETRAN para a emissão, renovação ou mudança de categoria da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias C, D e E passou a ser obrigatório de acordo com lei nº 13.103, de 2 de março de 2015, mais conhecida como Lei do Caminhoneiro ou Lei do Motorista. A lei também estabelece que o teste seja obrigatoriamente realizado por laboratórios credenciados pelo Departamento Nacional de Trânsito – Denatran.  Tem como objetivo identificar substâncias psicoativas lícitas ou ilícitas, através da queratina presente no cabelo ou pelo, em um período de 90 a 180 dias anterior à realização do teste. 

É importante saber que testes toxicológicos feitos a partir de amostras de fluídos corporais, como sangue e urina, por exemplo, não são aceitos, pois a janela de detecção de outros métodos de exame toxicológico (urina / sangue) são curtas e não atendem às exigências da Lei 13.103/2015, (Lei do Motorista).

Como o exame toxicológico é feito?

Será coletada com auxílio de uma tesoura uma amostra de queratina presentes nos cabelos ou pelos. Portanto, corta-se uma fina mecha de cabelo próximo à raiz ou então, raspam-se pelos de uma parte do corpo (peito, pernas, braços, axilas). Não há utilização de agulhas, é um exame indolor e não invasivo, tornando-se impossível perceber que o doador realizou o exame. Sempre serão colhidas duas amostras para análise do teste de drogas. 

Há algum tipo de preparação para o exame toxicológico?

O exame não requer nenhum tipo de preparação prévia e não precisa estar de jejum, não tendo necessidade de agendar a coleta. Vale ressaltar que produtos como shampoo, condicionador, tinturas, gel, cabelos alisados ou com permanentes, não prejudicam o resultado do exame. No entanto, há dicas que poderão facilitar a coleta da amostra no paciente. 

 Recomendação para coleta de cabelos

– Os cabelos precisam no mínimo 3 cm de comprimento, para que a análise toxicológica detecte o consumo de substâncias psicoativas dentro de um período médio de 90 dias que antecedem a coleta;

– Os cabelos utilizados para análise devem ser naturais, ou seja, não é possível analisar cabelos com apliques ou dread.

Recomendação para coleta de pelos

 – Caso o cabelo não tenha no mínimo 3 cm de comprimento, será solicitado amostras de pelos do corpo, como axila, pernas, braços ou do peito. Portanto, não é recomendado a depilação dos pelos corporais no período de 3 meses antes da realização do exame toxicológico, pois a ausência de pelos implicará na recusa do recebimento da coleta pelo laboratório;

– O uso de desodorantes ou cremes corporais não influenciam no resultado do exame toxicológico;

– A janela de detecção de drogas para amostras de pelo sempre será de 180 dias, não podendo ser analisado em um período menor.

Como é a análise do exame?

A análise é feita a partir da queratina que chega ao cabelo e aos pêlos através da corrente sanguínea, pois é na queratina que se armazenam os metabólitos resultantes do consumo de substâncias psicoativas. Caso o resultado for positivo, o teste também indicará a média de consumo da pessoa, classificando o hábito em uma escala que vai de levíssimo a gravíssima. É uma análise segura e 100% confiável, sem ‘falsos positivos’.

Quais tipos de substâncias o exame toxicológico detecta?

O exame toxicológico é capaz de detectar com precisão a presença de diversas substâncias psicoativas, porém são só algumas substâncias solicitadas para finalidade de emissão/renovação de CNH e pelo Ministério do Trabalho. Vale ressaltar que o exame toxicológico não detecta consumo de energéticos, antidepressivos, álcool, anabolizantes, calmantes e similares

Substâncias ilícitas:

– Maconha e derivados;

– Cocaína e derivados (Crack, Merla e outros);

 Anfetaminas (rebites);

– Metanfetaminas, MDMA e MDA (Ecstasy).

Inibidores de apetite:

– Anfepramona;

– Mazindol;

– Femproporex.

Analgésicos à base de opiáceos e substâncias derivadas:

– Codeína;

– Morfina;

– Heroína;

– entre outros.

Prazo para entrega dos resultados

O prazo para a entrega depende do laboratório no qual foi feita a análise, mas varia de 5 dias. Para resultados que deram negativos, para os positivos a análise é refeita, podendo demorar mais um pouco.

Qual o valor do exame?

Pode variar entre os laboratórios, portanto o mesmo deve ser consultado.

Principais dúvidas sobre o exame toxicológico

Mesmo sendo um exame obrigatório para motoristas desde 2015, ainda é um assunto que gera muitas dúvidas e aqui iremos esclarecer as principais.

  1. Não possuo cabelos e agora?

Segundo as normas do DENATRAN, a análise a paciente precisa ter pelo menos no mínimo 1 cm de pelo, caso não tenha é possível realizar o exame através da coleta de unhas, que só será permitida se o paciente apresentar comprovando que possui alopecia.

  1. Álcool e cigarro são detectados no exame toxicológico?

Álcool e cigarros não são testados no exame toxicológico.

  1. Tomo remédios com anfetamina. Meu exame vai dar positivo?

Neste caso é obrigatório apresentar a receita médica na data da coleta e assinalar o uso do medicamento.

  1. Qual é a validade do exame?

O exame toxicológico com finalidade CNH precisa ser inserido na base do RENACH em até 15 dias corridos após a data de coleta. Vale lembrar que, para sua comodidade, o DENATRAN não exige que você retorne ao Detran com o laudo em mãos: basta ir diretamente ao órgão e retomar o processo da sua habilitação. Mas, se preferir retirar seu exame, consulte o prazo de acordo com seu local de coleta. A média é de 5 dias úteis.

  1. É possível o resultado sair como falso-positivo?

Depende do laboratório selecionado para fazer o exame, pois alguns não são credenciados no sistema do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), o que pode levar a 2 situações incômodas: ao não acolhimento do exame toxicológico realizado e ao resultado falso-positivo.

  1. Faço uso de remédios controlados, eles serão identificados no exame?

Este exame detecta diversas substâncias psicoativas, sendo de 90 dias, para exames realizados em cabelos ou 180 dias para exames realizados em pelos (axila, braço, peito ou perna). Por isso é recomendado que o paciente antes da realização do exame, informe ao laboratório o uso de medicamentos controlados, mas é preciso apresentar o laudo médico para a comprovação do uso. Assim o laboratório já terá conhecimento desse consumo e emitirá o laudo indicando a quantidade e a frequência do uso da medicação usada, junto com a comprovação do consumo justificável.

  1. Posso me contaminar com roupas, bonés ou contato físico com alguém que use essas substâncias?

Não é possível se contaminar ou ter um resultado falso desta forma. O resultado só será positivo através da administração dessas substâncias por qualquer via.  

  1. Qual é o tempo de detecção de drogas do exame toxicológico?

O DETRAN exige a análise de detecção de 90 dias, ou seja, verificar se o motorista utilizou substâncias psicoativas neste tempo.

O tempo vai variar do tipo do material coletado (cabelo ou pêlo) para saber qual  período será analisado.

Nos cabelos, o exame toxicológico consegue detectar um tempo de 90 dias. Já no caso de análises em pêlos do corpo (braços, pernas, axilas ou peito), o tempo de detecção de uso de substância psicoativa aumenta para 180 dias, pois em testes com amostras de pelos não se consegue analisar por menos tempo.

  1. Por que essa diferença do tempo de detecção de drogas?

Pelos e cabelos possuem ciclos de crescimento diferentes. No caso dos pelos, o crescimento é programado pelo organismo para crescer até um determinado tamanho. Como entre o surgimento e a queda dos pelos decorrem aproximadamente 180 dias, não é possível fracionar (subdividir) esse período na análise do material. 

Já o cabelo, por sua vez, tem um ciclo de crescimento bem maior, crescendo entre 1,3 cm a 1,5 cm por mês. Uma amostra de 3 cm coletada, já é suficiente para detectar a presença de substâncias no prazo de 90 dias. 

  1. Quanto tempo à maconha fica no organismo?

Isso irá depender no nível de consumo, a frequência de uso, taxa de metabolismo entre outros. Porém, há 3 tipos de exames com diferentes janelas de detecções que visam identificar a presença da Maconha no organismo, assim como ter uma estimativa de duração da droga no corpo, sendo eles o exame de urina, exame de sangue e o exame toxicológico

.