Exame anticoagulante Lúpico

PARA QUE SERVE O EXAME ANTICOAGULANTE LÚPICO?

Os anticoagulantes lúpicos são produzidos pelo sistema imunológico para combater os fosfolipídios. Os fosfolipídos tem um papel importante na coagulação do sangue, consequentemente quando esses anticoagulantes são produzidos, interefe no pepel desses fosfolipídios e aumentam o risco de tromboses, abortos recorrentes e síndrome antifosfolipídio, por exemplo. Portanto, o exame anticoagulante lúpico, serve para detectar esse anticoagulante no sangue que age contra os fosfolipídios para conseguir entender a causa desses problemas citados acima.

QUAL O PREÇO E O PRAZO PARA A ENTREGA DOS RESULTADOS DO EXAME ANTICOAGULANTE LÚPICO?

Os valores podem variar de um laboratório para o outro, mas custam em média a partir de 

R$ 30,00 reais. O prazo para a entrega também varia, mas normalmente são em até 13 dias úteis.

COMO É FEITO O EXAME ANTICOAGULANTE LÚPICO?

O exame é feito através de uma amostra de sangue, sendo necessário realizar uma simples coleta de sangue de uma veia do braço do paciente. 

É PRECISO ESTAR EM JEJUM PARA FAZER O EXAME ANTICOAGULANTE LÚPICO?

É recomendado que se faça uma dieta leve antes de fazer o exame, sendo assim, não é necessário fazer jejum. Caso contrário, sugere-se jejum de três horas.

O EXAME  ANTICOAGULANTE LÚPICO PRECISA DE PREPARO?

É necessário informar todos os medicamentos tomados nos últimos sete dias, especialmente anticoagulante oral e heparina. Para pessoas que fazem o uso de heparina, em injeções intermitentes devem colher o exame uma hora antes da próxima dose. Caso a heparina já tenha sido aplicada, a coleta deve ser feita três horas após a aplicação. Esta orientação não vale para usuários de heparina em infusão contínua (administração do medicamento em intervalo de tempo superior a 60 minutos sem interrupção).

QUANDO É FEITO O EXAME ANTICOAGULANTE LÚPICO?

O médico pode solicitar o exame anticoagulante lúpico junto outros exames chamados de anticorpos anticardiolipina e anti-beta-2-glicoproteína I, em pessoas que apresentam trombose sem explicação, em abortos frequentes, principalmente no segundo e no terceiro trimeste de gestação, quando uma pessoa faz o exame de TTP (tempo de tromboplastina parcial (TTP) e está alto, especialmente após uma trombose venosa e para diagnóstico da síndrome antifosfolipídica. Quando o resultado do exame é positivo nesses casos, ele pode ser repetido após algumas semanas para analisar se o anticoagulante é passageiro ou persiste. Além disso, pessoas com lúpus, artrite reumatóide e outras doenças autoimunes têm maior probabilidade de apresentarem esse anticoagulante e podem ser testadas frequentemente,  no lúpus existe uma preocupação maior com o surgimento de tromboses.

COMO ENTENDER O RESULTADO DO EXAME ANTICOAGULANTE LÚPICO?

Para confirmar a presença do anticoagulante lúpico no sangue, é necessário que a pesquisa passe por 3 etapas, de acordo com a com as recomendações da sociedade internacional de trombose e hemostasia. Para que a pessoa não possua o anticoagulante lúpico no sangue, é necessário que o resultado do exame seja: ‘’anticoagulante lúpico não detectado’’, caso contrário, ele será reagente, ou seja, que o anticoagulante lúpico foi detectado no sangue.

HÁ POSSIBILIDADE DE DAR FALSO-POSITIVO OU FALSO-NEGATIVO NOS RESULTADOS DO EXAME ANTICOAGULANTE LÚPICO?

Pessoas com algum tipo de inflamação e que fazem o uso de anticoagulantes como heparina ou a administração de anticoagulantes orais, podem apresentar tanto falso-positivos quanto falso-negativos para a presença de anticoagulante lúpico. É importante buscar mais informações com um médico sobre o assunto em questão.