Índice de Saturação de Transferrina

ÍNDICE DE SATURAÇÃO DE TRANSFERRINA

A transferrina ou siderofilina, é a principal proteína plasmática responsável pelo transporte de ferro para todos os tecidos do corpo, ela se liga ao ferro para que ele realize esse processo. 

O índice de saturação da transferrina (IST) corresponde ao percentual de transferrina que está ocupado pelo ferro, ou seja, é a razão ferro sérico/capacidade de combinação do ferro. A saturação de transferrina é calculada usando os resultados do exame de ferro e do exame de capacidade total de ligação do ferro, representando a percentagem de transferrina saturada com ferro. Em condições normais, 20 a 50% dos sítios de ligação do ferro na transferrina são ocupados.

O ferro é essencial para a produção das hemácias, sendo um componente do heme, uma parte da hemoglobina, que é a proteína das hemácias que transporta o oxigênio no corpo. A hemoglobina, é responsável pelo transporte de oxigênio para todos os tecidos do corpo, sua diminuição gera consequências danosas. Há reservas de ferro no organismo, quando essa reserva esgota esse nível diminui, causando a anemia.

A obtenção do ferro é feita através dos alimentos, seu transporte no sangue é feito pela transferrina, uma proteína produzida no fígado. Cerca de 70% desse ferro é incorporado à hemoglobina nas hemácias. A maior parte do restante é armazenado nos tecidos como ferritina, outra proteína que contém ferro e é a principal forma de ferro armazenado nas células ou armazenado como hemossiderina, e uma pequena quantidade é usada para produzir mioglobina e algumas enzimas.

QUANDO ESTE EXAME É SOLICITADO PELO MÉDICO?

O índice de saturação de transferrina normalmente é solicitado pelo médico para fazer o diagnóstico diferencial das anemias microcíticas, que são aquelas determinadas pela presença de hemácias menores que o normal, além desse exame o médico também solicita a dosagem de ferro sérico e a dosagem da ferritina. Entretanto, é preciso analisar outros exames para que seja possível verificar o quadro clínico geral do paciente.

QUAIS SÃO OS POSSÍVEIS RESULTADOS DO EXAME?

Os valores normais da saturação da ferritina devem estar entre os valores de referência, esses valores variam de um laboratório para o outro. São eles:

Saturação da transferrina: 

Masculino: 20 a 50%;

Feminino: 15 a 50%.

Os valores diminuídos estão presentes na deficiência de ferro, infecções crônicas, doenças malignas, período menstrual, gravidez, hemossiderose pulmonar e desnutrição. Valores elevados são encontrados na nefrose, intoxicação com ferro, anemia hemolítica, hemocromatose, deficiência de piridoxina, anemia sideroblástica, Talassemia Major, hepatites, gravidez e uso de 



DOENÇA


FERRO
CAPACIDADE TOTAL DE LIGAÇÃO DO FERRO
SATURAÇÃO DE TRANSFERRINA


FERRITINA
Deficiência de ferroBaixoAltaBaixaBaixa
HemocromatoseAltoBaixaAltaAlta
Doenças crônicasBaixaBaixaBaixaNormal ou alta
Anemias hemolíticasAltoNormal ou baixaAltaAlta
Anemia sideroblásticaNormal ou altoNormal ou baixaAltaAlta
Envenenamento por ferroAltoNormalAltaNormal

COMO O EXAME É REALIZADO?

A amostra é obtida de uma maneira simples e rápida, sendo necessário realizar uma coleta sanguínea de uma veia do braço do paciente. Em seguida a amostra será enviada para análise

É NECESSÁRIA ALGUMA PREPARAÇÃO PARA REALIZAR O EXAME?

Alguns laboratórios pedem jejum de no mínimo 4 horas ou mais, onde só se pode ingerir água nesse tempo. Recomenda-se que a coleta seja feita pela manhã, pois os níveis de ferro seguem o ciclo circadiano. Por apresentarem variação circadiana, o ferro pela manhã  chega a ser 30% mais alto do que à tarde. Os valores de referência, portanto, são baseados em coletas realizadas no período matutino. Também é importante anotar o uso de medicamentos feitos nos últimos 7 dias para serem informados ao profissional na hora da coleta.

QUAL O VALOR DO EXAME  E O PRAZO PARA A ENTREGA DOS RESULTADOS?

O valor e o prazo da entrega devem ser consultados com o laboratório onde será realizado o exame, pois podem variar.