Exame D-dímero

PARA QUE SERVE O EXAME D-DÍMERO?

O D-dímero é um dos produtos resultado da degradação da fibrina. A fibrina é uma proteína que está associada à coagulação sanguínea. Ela ajuda a criar coágulos para interromper o sangramento quando há lesões nas veias e artérias. Sendo assim, quando existe alguma alteração na formação de coágulo, possivelmente a quantidade de D-dímero aumenta no sangue, pois nesses casos ocorre uma liberação anormal dos produtos de degradação da fibrina, incluindo o dímero-D. O exame D-dímero serve para revelar ao médico que algum problema aumentou esse processo de coagulação para um valor acima do normal.

QUAL O PREÇO E O PRAZO PARA A ENTREGA DOS RESULTADOS DO EXAME D-DÍMERO?

Os valores podem variar de um laboratório para o outro, mas custam em média a partir de 

R$ 60,00 reais. O prazo para a entrega também varia, mas normalmente são entregues a partir de 1 dia útil.

COMO É FEITO O EXAME D-DÍMERO?

O exame é feito através de uma amostra de sangue, sendo necessário realizar uma simples coleta de sangue de uma veia do braço do paciente.

É PRECISO ESTAR EM JEJUM PARA FAZER O EXAME D-DÍMERO?

Não é necessário estar em jejum para fazer o exame D-dímero.

O EXAME D-DÍMERO PRECISA DE PREPARO?

O exame de D-dímero não necessita de preparo, mas é recomendado informar os medicamentos usados nos últimos 7 dias.

QUANDO O EXAME D-DÍMERO É FEITO?

O exame D-dímero pode ser solicitado pelo médico em pacientes que possuem sintomas de doenças ou quadros que causem formação aguda e/ou crônica inapropriada de coágulo no sangue, como nos casos de Trombose venosa profunda, Embolia pulmonar, Coagulação intravascular disseminada, problemas cardíacos e inflamações, por exemplo. Já que o D-dímero está aumentado nessas situações. Além disso, é usado para monitorar a evolução e o tratamento de pessoas que possuem esses tipos de problemas. Outros exames podem ser solicitados, como TP, TTPa, fibrinogênio e contagem de plaquetas para ajudar no diagnóstico do quadro. 

  • Sintomas de trombose venosa profunda: dor, sensibilidade ao toque, inchaço ou alteração na cor da perna.
  • Sintomas de tromboembolismo pulmonar: falta de ar, tosse e dor torácica de tipo pulmonar. Quando o paciente apresenta 
  • Sintomas de coagulação intravascular disseminada: sangramento na gengiva, náusea, vômitos, dor muscular e abdominal intensa, convulsão e diminuição na produção da urina. 

QUAIS SÃO OS POSSÍVEIS RESULTADOS DO EXAME D-DÍMERO?

Os valores de D-dímero no sangue devem ser inferiores a 600,0 ng/mL FEU. Quando o exame D-dímero é alterado, indica a presença de níveis anormais de produtos da degradação da fibrina no organismo, informando ao médico que houve formação e degradação significativas de coágulos (trombos), porém, esse exame não indica a localização nem a causa desses trombos. Portanto, esse exame serve para auxiliar e não deve ser o único exame utilizado para diagnosticar uma doença ou quadro, além disso, a causa correta do problema somente o médico é capaz de diagnosticar a partir de outros exames.

Um resultado normal de D-dímero significa que provavelmente o paciente não tem um problema que cause a formação e degradação anormais de coágulos.